Ideologia de Gênero: educação sexual e mudança de sexo para crianças poderem construir sua identidade sexual

Antes de mais nada quero te fazer uma pergunta: você tem ou pretende ter filhos? Se eu te disser que existe hoje um projeto de competência da Câmara Municipal e da Assembleia Legislativa, que futuramente os maiores prejudicados serão seus filhos e netos você acreditaria? Antes de te falar do que se trata quero compartilhar com você a história de David e Brian, irmãos gêmeos que foram diagnosticados com fimose que para evitar problemas futuros os pais os submeteram, aos 8 meses de idade, a uma operação realizada com um método não-convencional de cauterização. O procedimento não saiu como os médicos tinham planejado, e o pênis de David foi queimado além do reparo cirúrgico. Os médicos optaram por não operar Brian, cuja fimose logo desapareceu, sem qualquer intervenção cirúrgica.

Os pais preocupados com as perspectivas futuras de felicidade de David procuraram o psicólogo John Money, que recomendou uma cirurgia de mudança de sexo, que foi feita as 22 meses de idade, e que os pais educassem David como menina, inclusive rebatizando-o de Brenda. Pois o Dr. Money defendia que a sexualidade de uma criança é uma construção social, que é definida de acordo com sua criação e vontade.

 

Uma vez por ano os pais levavam os gêmeos para Dr Money acompanhar o “progresso” da nova identidade de gênero de David, que agora se chamava Brenda. Em oportunidades o psicólogo forçava os irmãos a terem relações sexuais como um homem e uma mulher adultos. Trocando-os de posição para que eles obtivessem maturidade sexual. Até então Dr. Money, que era ávido defensor da ideologia de gênero, considerava um sucesso sua experiência, contudo quando criança David se lembrou dolorosamente de quando ficou de quatro para o irmão, e que nunca se identificou com mulher durante a infância. Com a idade de 13 anos, David estava experimentando depressão suicida, e disse a seus pais que ele iria cometer suicídio se eles o fizessem ver o Dr. John Money novamente. Aos 14 anos os pais de David contaram a verdade sobre sua vida. Que desde então passou a ter um relacionamento horrível com os pais, cuminando mais tarde com a morte do irmão Brian por overdose de antidepressivos, e posteriormente com o fim do seu desastroso casamento. 2 anos depois, aos 38 anos, David comete suicídio atirando na própria cabeça.

Horrível não? O que o Dr. Money fez foi aplicar os princípios da ideologia de gênero à David, ideologia essa que políticos como a senadora Fátima Bezerra, o deputado Fernando Mineiro, e a vereadora em Natal, Amanda Gurgel, defendem e estão a todo custo implantando isso através do plano municipal e estadual de educação.

Mas o que diz realmente a ideologia de gênero? Resumidamente afirma-se que a sexualidade de uma criança é indefinida, ou seja, ela não nasce homem ou mulher. Isso mesmo que você escutou: a presença de um pênis ou vagina não define se uma criança é homem ou mulher na concepção das pessoas que defendem a ideologia de gênero. Somente no decorrer da vida através de uma construção social, que a criança será capaz de definir sua sexualidade, inclusive os mesmos promotores dessa ideologia são a favor de que crianças aos 6 anos de idade sejam submetidas à aulas de orientação sexual, e aos 12 anos que elas possam optar por mudança de sexo sem o consentimento dos pais.

 

Você escutou bem? Essas pessoas querem que seus filhos e netos tenham aulas de como ter relações sexuais aos 6 anos de idade, exatamente como fez o Dr. Money com os gêmeos David e Brian. Você quer isso?

Mas isso é o de menos: essas pessoas também querem que seus filhos aos 12 anos de idade possam decidir, sem o seu consentimento, por uma cirurgia de mudança de sexo. Você quer isso?

O nome desse problema chama-se IDEOLOGIA DE GÊNERO, e partidos como o PT e o PSOL estão comprometidos a aplicar através dos planos municipais e estaduais de educação. Mas existe um jeito de de barrarmos essa ofensiva: fale com seu vereador e com seu deputado para que ele se posicione de forma contrária a ideologia de gênero.

O Congresso Nacional retirou todas as menções às palavras “gênero” e “diversidade/orientação sexual” do plano nacional de educação, contudo o ministério da educação, passando por cima da decisão dos nossos congressistas, inseriu 46 menções à ideologia de gênero ao Plano Nacional de Educação que foi encaminhado à todos os estados e municípios do Brasil

Infelizmente em diversas cidades isso já foi aprovado, mas ainda temos tempo de reverter: entre em contato imediatamente com seu vereador e deputado exigindo dele que seja contrário a qualquer menção às palavras “Gênero”, “Orientação sexual” e “diversidade sexual” contidas nos planos municipais e estaduais de educação., exatamente como fez o Congresso Nacional.

Esse é o maior projeto contra a moralidade e a família que essas grupos tem promovido ao longo desse anos, e agora estão mais perto do que nunca para acionar a bomba que destruirá aquilo que nós mais valorizamos e amamos: nossa família.

 

Jaufran Siqueira
Empreendedor de uma dezena de projetos que nunca saíram do papel. Fala sozinho e se acha a pessoa mais simpática do mundo, apesar de que as estatísticas afirmarem o contrário.

Você poderá gostar disso:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>